More

    Óscares 2020 – Curta-Metragem portuguesa nos pré-selecionados

    1. Foram divulgadas as listas com os pré-selecionados para os Óscares nas categorias de Curta-metragem de Animação e Curta-metragem em Versão Live-Action.

    Depois de revelados os finalistas na categoria de Melhor Filme Estrangeiro, revelamos agora os pré-selecionados nas categorias de: Curta-Metragem de Animação e Curta-Metragem em Versão Live-Action. Esta será a segunda notícia de cinco, onde iremos apresentar as restantes listas já divulgadas.

    Sometimes I Think About Dying

    O destaque vai para o filme “Tio Tomás: A Contabilidade Dos Dias” de Regina Pessoa. A curta-metragem de animação portuguesa está assim na lista de dez finalistas que irão concorrer ao Óscar. O filme é uma homenagem ao tio da realizadora, um homem humilde e pouco excêntrico que teve uma vida simples e anónima.

    O filme em questão está também nomeado para os Annie Awards, os prémios atribuídos pela ASIFA – Associação Internacional de Filmes de Animação. Assim como “Purpleboy”, de Alexandre Siqueira, outra curta-metragem portuguesa.

    Apresentamos as listas com os 10 finalistas ao Óscar de melhor curta-metragem de animação e em modo live-action. A lista com os derradeiros 5 é divulgada no dia 13 de janeiro.

    Ver também: Óscares 2020 – Lista dos pré-selecionados para melhor filme estrangeiro

    Curta-metaragem de animação

    -“Mind my Mind”, de Floor Adams

    -“Kitbull”, de Rosana Sullivan

    -“Mémorable”, de Bruno Collet

    -“Sister”, de Siqi Song

    -“Tio Tomás: A Contabilidade Dos Dias” de Regina Pessoa

    -“Daughter”, de Daria Kashcheeva

    -“The Physics of Sorrow”, de Theodore Ushev

    -“Hors piste”, de Léo Brunel, Loris Cavalier, Camille Jalabert e Oscar Malet

    -“He Can’t Live Without Cosmos”, de Konstantin Bronzit

    -“Hair Love”, de Matthew A. Cherry, Everett Downing Jr. e Bruce W. Smith

    Mind my Mind

    Curta-metaragem em versão live-action

    -“Brotherhood”, de Meryam Joobeur

    -“The Christmas Gift”, de Bogdan Muresanu

    -“Little Hands”, de Rémi Allier

    -“Miller & Son”, de Asher Jelinsky

    -“Nefta Football Club”, de Yves Piat

    -“The Neighbors’ Window”, de Marshall Curry

    -“Refugee”, de Brandt Andersen

    -“Saria”, de Bryan Buckley

    -“Une soeur”, de Delphine Girard

    -“Sometimes, I Think About Dying”, de Stefanie Abel Horowitz

    Rúben Fonseca
    Rúben Fonseca
    Rúben Fonseca, 23 anos, licenciado em Educação Social na Escola Superior de Educação do Porto. Sou de Valongo, Porto. Os meus interesses passam pelo cinema, futebol e política. Considero-me uma pessoa extremamente auto-crítica e perfecionista.

    Queres estar a par de todas as novidades? Calma!

    Prometemos que não te vamos chatear a toda a hora. Garantimos que te vamos enviar conteúdo de qualidade.

    Últimos Artigos

    Artigos Relacionados