“Os Aeronautas” de Tom Harper, voltou a juntar Eddie Redmayne e Felicity Jones no elenco principal. Com tanto talento reunido já era de esperar um tempo bem passado na sala de cinema!

A narrativa passa-se em 1862, em Londres e conta a história de James Glaisher, um meteorologista que sempre sonhou voar e aproximar-se das estrelas. A este junta-se Amelia Wren, uma piloto de balão viúva que perdeu a vontade de viver. A história é baseada em factos reais.

Publicidade

Não posso deixar de admitir que esta aventura pelos céus me fez lembrar o filme “A Volta ao Mundo em 80 Dias” (2004), porém carrega mais seriedade. A viagem das personagens torna-se numa luta pela sobrevivência empolgante.

O filme podia facilmente tornar-se aborrecido, mas tal não acontece, pois há problemas pensados ao pormenor que vão constantemente colocar as nossas personagens em perigo. Quem tiver vertigens, com certeza vai sentir-se mais tenso nesta viagem, onde os limites da resistência são testados. Tudo acontece para que se possa aprofundar o conhecimento humano sobre o clima e alcançar o recorde de altitude histórico.

Ver também:“Star Wars: A Ascensão de Skywalker” – Um Debate Intergaláctico

Considerei também bastante positivo o filme não ter caído no cliché de tornar as personagens num casal amoroso. Percebemos que existe uma química, mas é meramente profissional, uma admiração que nutrem um pelo outro, sobretudo depois de darem novamente uma chance ao sonho que ambos sempre quiseram concretizar.

A história carrega a superação, o amadurecimento, o recomeço de duas personagens que finalmente encontraram o seu sentido, a sua utilidade no mundo.