Uma adaptação televisiva do romance satírico de guerra de Joseph Heller foi durante muito tempo uma ideia em discussão com George Clooney.

Na verdade, o aclamado livro de 1961 já pôde ser visto nos grandes ecrãs, na forma do filme de 1970 realizado por Mike Nichols (“A Primeira Noite”, “Quem Tem Medo de Virginia Woof?”) e protagonizado por Alan Arkin (“Uma Família à Beira de um Ataque de Nervos”).  Foi em 2014 que o guionista Luke Davis e o realizador e guionista David Michôd apresentaram o argumento à Paramount Television, que, após conceber o projeto, se juntou à Smokehouse Poductions e à Anonymous Content.

Publicidade

George Clooney

A ideia seria que o próprio David Michôd, conhecido por “Reino Animal” e “The Rover”, realizasse a série, tornando-se impossível devido à iminente produção da sua seguinte longa-metragem – “The King”, um drama sobre Henrique V de Inglaterra, com estreia para 2019 -, sendo, por isso, substituído por Grant Heslov (“Homens Que Matam Cabras só com o Olhar”), Ellen Kuras (“Ozark”) e pelo próprio George Clooney (“Nos Idos de Março”, “Suburbicon”), que também produz e tem um papel secundário. Cada um destes encarregou-se, então, de dois episódios.

A minissérie de, portanto, 6 episódios será distribuída pela Hulu, exibidora de “A História de Uma Serva”. “Catch-22” alegadamente manterá o tom dos homónimos livro e clássico do cinema, ficando disponível no serviço de streaming a partir do próximo dia 17 de maio.

George Clooney

No elenco, estarão então presentes Christopher Abbott (“Ele Vem à Noite”), Kyle Chandler (“Manchester by the Sea”), Austin Stowell (“Whiplash”), Graham Patrick Martin (“Dois Homens e Meio”), Rafi Gavron (“Assim Nasce Uma Estrela”), Giancarlo Giannini (“Casino Royale”), Julie Ann Emery (“Preacher”e Hugh Laurie (“Dr. House”).