Mandatory Credit: Photo by Evan Agostini/Invision/AP/Shutterstock (10494469z) Timothee Chalamet attends the premiere of "Little Women" at the Museum of Modern Art, in New York NY Premiere of "Little Women", New York, USA - 07 Dec 2019

A vida de Bob Dylan pode virar filme, com Timothée Chalamet no papel principal e James Mangold na realização

Timothée Chalamet ganhou destaque com a sua nomeação ao Óscar com o filme “Chama-me pelo teu nome“. Desde então, a ator nunca mais parou, sendo constantemente recheado de críticas positivas. Portanto, não é de admirar que a Fox Searchlight esteja de olho nele para ser o protagonista no seu filme biográfico sobre Bob Dylan.

Vê também: Judy | Zellweger brilha na pele de uma personagem da Fábrica Hollywood

Ainda são tudo rumores, visto que Chalamet não aceitou oficialmente o papel (ainda!), mas segundo consta, já se começou a preparar para encarar a personagem, com aulas de guitarra.

O filme tem como título provisório “Going Electric” e explora a transição de Bob Dylan desde a sua música folk para o rock ‘n’ roll. A relação de Dylan com Joan Baez e Seeger também fazem parte dos planos para este filme.

Na realização deste filme, James Mangold foi a escolha da Fox. Depois do sucesso “Le Mans ’66: O Duelo“, Magold prepara-se para o seu segundo filme biográfico musical. O primeiro sucesso deste realizador foi “Walk the Line“, com Joaquin Phoenix e Reese Witherspoon. Outros sucessos incluem “Vida Interrompida” ou “Logan“. Curiosamente, todos estes filmes valeram nomeações e/ou vencedores de Óscares.

Quanto à produção do filme, os produtores executivos incluem o próprio Dylan, juntamente com Brian Kavanaugh-Jones e Andrew Rona. Jeff Rosen, o manager de Dylan, também assinou para ser um dos produtores.

Chalamet tem a agenda bem cheia. O seu próximo projecto irá ser um filme de ficção científica “Dune” e logo de seguida, o filme de Wes AndersonThe French Dispatch“. Ambos estreiam no final deste ano.