A Netflix renovou para uma segunda temporada “Love, Death + Robots”, a série antológica de animação para adultos com produção executiva de Tim Miller e David Fincher, a par de Joshua Donen e Jennifer Miller.

A realizadora Jennifer Yuh Nelson (“O Panda do Kung Fu 2” e “Mentes poderosas”) junta-se à equipa como realizadora responsável pela supervisão de todos os episódios do Volume 2 da série. Jennifer Yuh Nelson traz consigo um imenso conjunto de conhecimentos diversos na área, para além de ter sido a primeira mulher a realizar um filme de animação oriundo de um grande estúdio de Hollywood.

Publicidade

Jennifer Yuh Nelson começou a sua carreira na continuação da série ” Jonny Quest”, em 1996, no desenvolvimento de personagens e criativa de guião, trabalhou depois nos departamentos de animação da HBO na adaptação de “O Justiceiro das Trevas” (“Spawn”) e “Cidade Misteriosa”. Passou posteriormente pela DreamWorks Animation, e mais recentemente começou a sua carreira na realização de filmes de animação.

Para já, ainda não existe data de estreia ou número de episódios, que no caso da primeira temporada eram 18, com durações entre os 6 e os 17 minutos. Recebida de forma muito efusiva pela crítica, recebeu, contudo, algumas acusações negativas quando a Netflix foi acusada de apresentar os episódios numa ordem específica, baseada na identidade sexual – algo que a plataforma de streaming negou de forma veemente.

O que é certo é que tanto no conjunto do catálogo da Netflix como no conjunto de séries de animação disponíveis na atualidade, “Love, Death + Robots” é diferente de tudo o resto, abrangendo géneros que vão desde a ficção científica e fantasia, passando pelo terror até à comédia. A série apresentou igualmente um enorme catálogo de estilos diferentes de animação e liberdade de expressão, havendo curtas de animação mais tradicional, mas também foto realistas ou recorrendo a efeitos tridimensionais.

Vê também: “Love, Death & Robots” de Fincher e Miller – Trailer

Tim Miller, que havia sido anteriormente nomeado para um Óscar pela sua curta de animação “Gopher Broke”, regressou às suas raízes e paixão pela animação nesta série, utilizando a sua empresa de animação, a Blur Studio, mas integrando igualmente realizadores de todos o mundo e os seus estilos próprios.

Robots

A primeira temporada de “Love, Death + Robots” estreou em março passado (está disponível na plataforma para visionamento) e o anúncio de uma segunda encomenda de episódios vem numa altura em que a Netflix está a reforçar a sua presença na animação voltada para o público adulto, juntando a adaptação a série animada de “Velocidade Furiosa”, “Batalha do Pacífico: A Revolta”, “Carbono Alterado” e “Ghost in the Shell”.