Vicente Alves do Ó tem apresentado algumas das melhores obras do cinema português da última década, intercaladas por uma ou outra comédia comercial.

Destacamos os 5 filmes do passado do realizador, mais aquele que acabou de estrear e ainda uma grande aposta que chegará previsivelmente no final deste ano.

Ver também: Entrevista Exclusiva – Let’s Talk #26 – Vicente Alves do Ó

Nascido em Setúbal, em 1972, bastou menos de uma década para que Vicente Alves do Ó se afirmasse no panorama do cinema português. Em Novembro chega um dos seus filmes mais ambiciosos, “Amadeo”, no seguimento dos já aclamados “Florbela” e “Al Berto”.

Lisboa. Princípio da noite. Um dia igual aos outros. Simone sai do trabalho atrasada para uma festa. Tem vinte minutos para chegar a Oeiras. Assim que entra no Viaduto Duarte Pacheco, vive um estranho acontecimento que irá mudar a sua vida para sempre. Um homem de trinta anos, Guilherme, está pronto a saltar. Simone sai do carro e aproxima-se tentando salvá-lo. Qualquer coisa os une. Um beijo. Simone abre os olhos mas já não o vê. Ficou com o último beijo deste homem que agora quer conhecer. Agora, numa cidade repleta de mistérios, Simone tenta descobrir quem é aquele homem, vivendo uma aventura para lá da sua imaginação…

estreou a 7 de Abril de 2011
com Rita Loureiro, Dalila Carmo, Ivo Canelas, João Reis, Marcello Urgeghe, Carmen Santos

Vencedor de 3 prémios do Coimbra Caminhos do Cinema Português e 4 prémios CinEuphoria

Num Portugal atordoado pelo fim da I República, Florbela separa-se de forma violenta de António. Apaixonada por Mário Lage, refugia-se num novo casamento para encontrar estabilidade e escrever, mas a vida de esposa na província não é conciliável com sua alma inquieta. Não consegue escrever nem amar. Ao receber uma carta do irmão Apeles, oficial da Aviação Naval e de licença em Lisboa, Florbela corre em busca de inspiração perto da elite literária que fervilha na capital. Na cumplicidade do irmão aviador, Florbela procura um sopro em cada esquina: amantes, revoltas populares, festas de foxtrot e o Tejo que em breve verá o irmão partir num hidroavião. O marido tenta resgatá-la para a normalidade, mas como dar norte a quem tem sede de infinito?

estreou a 8 de Março de 2012
com Dalila Carmo, Albano Jerónimo, Ivo Canelas, José Neves, António Fonseca, Carmen Santos, Anabela Teixeira, Maria Ana Filipe

Vencedor de 6 prémios Sophia da Academia de Cinema, 1 Globo de Ouro, 10 prémios CinEuphoria, 2 prémios do Festival de Bogotá e 4 prémios do Coimbra Caminhos do Cinema Português

Amélia é uma jovem lisboeta que no dia do seu aniversário é abandonada pelo namorado e perde o emprego num quiosque de cachorros quentes. Para ajudar à festa, a mãe, dona de casa, ganha dinheiro como vidente e a irmã é uma atriz no desemprego. Nada corre bem nesta casa portuguesa. Até que um acaso muda tudo. Amélia arranja emprego numa tasca moderna e tem o azar, ou a sorte, de a patroa a ouvir cantar. No meio desta aventura de loiça e cantoria, dois rapazes apaixonam-se por Amélia: Ruben, um promissor jogador de futebol, e Rogério, mais conhecido por Bubu, forcado de Santarém e filho de boas famílias.

estreou a 10 de Março de 2016
com Maria Rueff, Inês Patrício, André Nunes, Nuno Pardal, Marta Miranda, Ana Brito e Cunha, Sílvia Rizzo

Vencedor de 1 prémio Aquila e 2 prémios CinEuphoria

Em Sines, numa época de revolução, Al Berto dá corpo a uma geração em mudança. Al Berto cria um grupo de amigos e juntos transpiram juventude, excentricidade, sonhos de mudança, mas pouco tempo após a revolução, a cidade ainda não está preparada para tanta liberdade – liberdade para amar sem medo.

estreou a 5 de Outubro de 2017
com Ricardo Teixeira, José Pimentão, Raquel Rocha Vieira, José Leite, Joana Almeida, João Villas-Boas, Gabriela Barros, Ana Vilela da Costa, Duarte Grilo

Vencedor de 1 prémio Sophia da Academia de Cinema, 4 prémios Aquila, 2 prémios do Festival FilmOut San Diego, 5 prémios CinEuphoria e uma nomeação ao Prémio Maguey do Guadalajara International Film Festival

Quem nunca fez disparates por amor? Pepê e Mia vão ser pais. Desesperados por garantir estabilidade financeira, assaltam o armazém das “rapidinhas da sorte” após consulta à Madame Ping Pong, uma vidente que lê o futuro no Mikado. O assalto falha e o casal é preso. Pepê é enviado para a penitenciária de Lisboa e Mia para Serpa. Mas não há muros nem justiça que os separe!

estreou a 18 de Abril de 2019
com Pedro Teixeira, Benedita Pereira, Fernanda Serrano, Dalila Carmo, Paulo Pires, Alexandra Lencastre, Joana Almeida, Ricardo Barbosa

Vencedor do Prémio do Público do Coimbra Caminhos do Cinema Português

Francisco, um arquiteto de sucesso, convida os seus três melhores amigos de longa data, Joana, Simão e Vasco, para um fim-de-semana de lazer longe da cidade. Mas quando David, um velho amigo em comum que deixou marcas indeléveis nas vidas de todos, anuncia o desejo de os visitar após um longo período de ausência do país, instala-se um ambiente ameaçador neste refúgio modernista abrigado no seio da floresta. Desarmados pela surpresa, os quatro companheiros entram em trajetória de colisão enquanto aguardam a chegada desta figura mítica, revelando feridas profundas recalcadas durante os últimos dez anos.

estreou a 13 de Agosto de 2020
com Ricardo Pereira, Oceana Basílio, Nuno Pardal, Ricardo Barbosa, Rafael Gomes

Vencedor de 1 Prémio CinEuphoria

2 anos antes de falecer, a histórica exposição de 1916, no Salão de Festas do Jardim Passos Manuel, no Porto, foi um momento alto na carreira do pintor Amadeo de Sousa Cardoso, que em 1911, em Paris, rodeava-se de um importante círculo de amigos, entre os quais Amadeo Modigliani, Picasso, Apollinaire, Brancusi, Derain, Emmerico Nunes, Eduardo Vianna e Max Jacob.

estreia prevista para 12 de Novembro de 2020
com Rafael Morais, Ana Lopes, Manuela Couto, Rogério Samora, Lúcia Moniz, Eunice Muñoz, Raquel Rocha Vieira, Ana Vilela da Costa, Ricardo Barbosa, José Pimentão, Carla Chambel