CinemaCríticas de CinemaDestaques“Waves” – Uma viagem íntima entre o abismo e a esperança!

Quando me sentei numa sala, completamente cheia, para ver este filme não sabia com o que contar. Nunca tinha visto nada deste realizador e o trailer do filme não mostrava muito para além de que iria ser um drama familiar. É muito mais do que isso. "Waves" convida-nos para uma viagem intima sobre as pressões e expectativas nos jovens, mais precisamente no núcleo de uma familia Afro-Americana. Através de uma cinematografia genial, banda-sonora desconcertante e de uma desconstrução do protagonista,"Waves" é um filme que não deve ser ignorado tal como a sua mensagem.
Maria Lima Maria LimaFev 25, 202090/100
Realização
Trey Edward Shults
Elenco
Taylor Russell, Kelvin Harrison Jr., Alexa Demie
Género
Drama/Romance
Distribuição
A24 (EUA), Universal (Mundial)
Estreia
(sem data)
Overall Score
Rating Overview
Realização
90%
Argumento
90%
Banda-Sonora
90%
Interpretação
90%
Rating Summary

“Waves” convida-nos para uma viagem íntima sobre as pressões e expectativas, através de uma cinematografia genial, banda-sonora desconcertante e de uma desconstrução do protagonista, este é um filme que não deve ser ignorado tal como a sua mensagem!

Quando me sentei numa sala, completamente cheia, para ver este filme não sabia com o que contar. Nunca tinha visto nada deste realizador e o trailer do filme não mostrava muito para além de que iria ser um drama familiar. É muito mais do que isso…

“Waves” passa-se na exuberante Florida (EUA) onde se foca numa família Afro-Americana dominada por um pai austero mas bem intencionado e na sua jornada através de perda, maturidade e perdão.

Se não quiserem spoilers aconselho a deixarem de ler neste momento. É impossível fazer uma crítica sem falar de pontos importantíssimos neste filme. Foram avisados!

Se ainda estão comigo vamos falar do fantástico argumento: O filme começa com o nosso protagonista Tyler ( Kelvin Harrison Jr) um jovem atleta de prestígio e que é o foco de atenção da família, principalmente do pai. Assim sendo, é em Tyler que estão depositadas todas as esperanças de sucesso! A pressão em que vive constantemente é palpável e o pai (Sterling K. Brown) não alivia de forma alguma, o que leva a que Tyler cometa um acto gravíssimo que o leva à prisão.

…a narrativa deste filme é simplesmente incrível!…

É neste momento que esta historia muda por completo o seu protagonista!  Do atleta passa agora a focar-se na irmã dele. Emily (Taylor Russell) é um pouco posta à parte em favor do filho prodígio, porém ela é agora a nossa protagonista e quem, para além dos pais, tem que viver com as consequências do acto do irmão. O ritmo do filme abranda, as cores mudam, e sentimos que estamos a ver outro filme. A viagem de Emily é uma viagem de auto-conhecimento, maturidade e sensibilidade. Ela é quem une não só a sua família como a de outra pessoa. Ela é a esperança.

O que Trey Edward Shults fez com a narrativa deste filme é simplesmente incrível! Não só pelo facto de ter colocado de lado (sem lhe tirar o devido valor) o protagonista ideal do drama Americano: O Atleta, e centrar a adolescente que passa despercebida por todos, inclusive pela própria família. Emily mostra-nos a importância das as nossas emoções, do diálogo e do perdão.

O elenco é formidável e não há nenhuma performance que não seja bem executada…

A dinâmica entre pai e filho é tão explorado que ver a dinâmica entre pai e filha é uma brisa de ar fresco. A diferença entre o diálogo entre pai-filho para pai-filha demonstra a beleza deste argumento. Todas as personagens crescem e evoluem neste filme e todas mostram emoção, mesmo as personagens masculinas. Ver homens a chorar e a serem vulneráveis no grande ecrã é crucial e “Waves” não esconde isso.

A música de Trent Reznor e Atticus Ross é, como poderíamos esperar, fantástica. O elenco é formidável e não há nenhuma performance que não seja bem executada. A realização e cinematografia fazem com que este filme deixe de ser apenas um típico drama familiar e passa a ser uma experiência artística da qual todos na sala de cinema fazem parte.

“Waves” vem mostrar as pressões da sociedade na juventude actual, principalmente na juventude Afro-descendente, o conflito de gerações, as repercussões e consequências de um acto. Mas a mensagem mais importante é o perdão, aprender com os erros e crescer para além deles e seguir em frente sendo a melhor versão de nós próprios.

Nomeado aos Independent Film Spirit Awards. Vencedor do Gotham Award de Atriz Revelação (Taylor Russel). Vencedor do Black Reel Award de Ator Revelação (Kelvin Harrison Jr.). “Waves” continua sem estreia prevista em Portugal.