O trailer e o poster de “Ad Astra” foram finalmente divulgados pela 20th Century Fox, um filme realizado por James Gray a partir do argumento que este escreveu em conjunto com Ethan Gross e conta a história de um astronauta. Brad Pitt é esse astronauta, Roy McBride, um homem que viaja para as franjas do sistema solar para encontrar o seu pai, desaparecido (Tommy Lee Jones).

As filmagens decorreram já em 2017 e esteve inicialmente previsto que o filme estrearia perto do princípio deste ano, contudo acabou por ser adiado para maio e depois novamente adiado para setembro, havendo quem aponte que tal aconteceu no seguimento da compra dos segmentos de televisão e cinema da Fox pela Disney.

James Gray alegadamente ainda estava a editar o filme e a afinar os efeitos visuais no início de maio, o que pode explicar o facto de a data de estreia se encontrar sempre a ser adiada, já que o realizador tinha referenciado anteriormente em informação veiculada pela Variety que não queria a pressão de uma data com um filme com tantos efeitos especiais.

“Ad Astra” tem sido apontado repetidas vezes como um forte candidato a prémios e diz-se agora que poderá estar a voltar a mira para a época dos festivais de cinema no outono, como forma de impulsionar a sua corrida aos Óscares. Assim, a Disney e a Fox estão a olear a máquina e colocar em marcha a campanha publicitária em força esta semana, tendo até agora apenas divulgado uma imagem do personagem interpretado por Brad Pitt.

O trailer agora divulgado pela Fox transmite apenas a informação necessária para perceber o contexto, mas não entra em muitos pormenores. Fica-se a saber que os acontecimentos são impulsionados por um evento chamado The Surge, que quase tira a vida a Roy McBride.

Vê também: Teaser de “Lucy in the Sky”, com Natalie Portman

Roy é informado que o incidente pode estar relacionado com o seu pai, que se encontrava a fazer experiências com material muito confidencial nas franjas do sistema solar quando desapareceu. Roy irá então partir numa longa viagem ao espaço para encontrar o seu pai e impedi-lo de continuar com o que quer que seja que está a fazer de errado e, entretanto, Liv Tyler fica a fazer de esposa do astronauta novamente.

James Gray, o homem por detrás de “A Cidade Perdida de Z” e “Viver e Morrer em Little Odessa “, entre outros, já falou anteriormente no que para si significa “Ad Astra” como realizador, um verdadeiro desafio à medida que se aventura pela primeira vez na ficção científica.

Há ainda o elemento sempre diferenciador que é ter Hoyte Van Hoytema a bordo do projeto, o diretor de fotografia de “Dunquerque” e “Interstellar”, e que aqui confere a “Ad Astra” o mesmo toque quente, misterioso e quase perigoso que confere a, por exemplo, aqueles dois filmes.

O elenco contra com, para além de Brad Pitt e Liv Tyler, Ruth Negga, Tommy Lee Jones, Jamie Kennedy, John Finn, Kimberly Elise, Bobby Nish, LisaGay Hamilton, John Ortiz e Donald Sutherland e a produção executiva está a cargo de Dede Gardner, Jeremy Kleiner, Anthony Katagas, Rodrigo Teixeira e Arnon Milchan.

“Ad Astra” estará nos cinemas portugueses a 19 de setembro.